Translate

quinta-feira, 31 de março de 2011

"É POR ESTAS E OUTRAS...

QUE AFIRMO: NEM SEMPRE É SAUDÁVEL VOTAR EM MINISTROS EVANGÉLICOS!" - Pr Aécio

Corregedoria da Câmara analisará caso de deputado que ofendeu africanos no Twitter





O caso envolvendo o deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), que afirmou nessa quarta-feira (30), no Twitter, que os "africanos descendem de um ancestral amaldiçoado", deverá será analisado pela Corregedoria da Câmara dos Deputados. A presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, deputada Manuela d’Avila (PCdoB-RS), disse que irá encaminhar as mensagens do parlamentar para o órgão.

Em seu perfil na rede de microblogs, Feliciano disse: “africanos descendem de ancestral amaldiçoado por Noé. Isso é fato. O motivo da maldição é polêmica. Não sejam irresponsáveis twitters rsss”. Em seguida, outra mensagem, afirma que “sobre o continente africano repousa a maldição do paganismo, ocultismo, misérias, doenças oriundas de lá: ebola, Aids. Fome...(sic)”, afirmou Feliciano, que também é empresário e pastor evangélico.
 ...
Por telefone, Feliciano disse que as mensagens foram publicadas por assessores, sem a sua aprovação. O parlamentar afirmou também que não considera as mensagens racistas. "Não foi racista. É uma questão teológica", disse. "O caso do continente africano é sui generis: quase todas as seitas satânicas, de vodu, são oriundas de lá. Essas doenças, como a Aids, são todas provenientes da África", acrescentou.
Após o contato da reportagem com a assessoria de Feliciano, a primeira mensagem foi apagada. Depois da entrevista ao UOL Notícias, o parlamentar republicou a mensagem.


__________________________________


Comentário do Pr Aécio:

Não é a primeira vez que venho a público manifestar minha indgnação contra ministros evangélicos que fazem a gente corar de vergonha ao causarem polêmicas, escândalos ou protagonizarem atitudes infelizes como esta. O sr. Marco Feliciano - como muitos outros líderes evangélicos que dominam o cenário político, midiático, etc. -, quando muito representam um nicho inexpressivo de seguidores devotos acostumados a fazerem destes "popstors" seus gurus.
Com o perdão da palavra: Pelo andar da carruagem, as mais de 211 mil pessoas que votaram neste cidadão podem esperar ainda mais vexames como este, visto que ao que parece, trata-se de um indivíduo totalmente despreparado e sem nenhuma vocação política, que se junta a outros tantos que nivelam por baixo a qualidade da política e dos políticos tupiniquin.

Gostaria de aproveitar a ocasião e sugerir a leitura da postagem "CALA A BOCA MAGDA", meu blog pessoal (Púlpito Virtual).

terça-feira, 29 de março de 2011

GUERRA INTERIOR – PARTE 1


De uns tempos pra cá cresce a fascinação por parte de alguns cristãos pelos movimentos que se concentram na chamada “batalha espiritual” e semelhantes. Muitos ministros evangélicos se dedicam exclusivamente para falar e ensinar sobre o assunto – alguns tiram proveito (da ignorância e ingenuidade alheias) inventando e criando várias doutrinas no mínimo esquisitas, em torno de demônios, anjos, maldições, etc.

Não quero que o leitor pense que sou cético quanto às questões que envolvem o mundo (ou submundo) espiritual, que não creio na existência de anjos ou demônios ou na contínua batalha que se trava nesta esfera. Sim, a Bíblia está repleta de eventos e relatos registrados com requintes de detalhes envolvendo seres espirituais.

Nesta mensagem, minha vontade é chamar a atenção para um conflito real e perene no coração de todo ser humano o qual embora não alarmante, é tão grandioso quanto qualquer outro. Trata-se da guerra interior, onde a insidiosa e beligerante natureza humana se opõe veementemente contra tudo o que é virtuoso.
Embora se assemelhe a uma espécie de “guerra fria”, as batalhas que se deflagram em nosso interior não são menos cruéis ou menos mortíferas. Neste embate sem tréguas, a piedade é só mais uma vítima, visto que a aniquilação de toda forma de benevolência é um fato inconteste, na maioria das, só uma questão de tempo.

Na verdade, vejo também na guerra interior um prelúdio para todas as demais guerras.
Jesus disse que é no coração do homem que reside toda sorte de males. Todo conflito humano começa e termina exatamente ali, no QG, na fortaleza da desgraça, da miséria e de toda tragédia humana: “Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias.” (Mt 15.19).

Na guerra interior não cabem reducionismos. Tentar simplificar sua realidade a uma série de palestras, pregações e conselhos onde as pessoas aprendem alguns “truques” para vencer o diabo ou técnicas para se colocar na “coleira” o cão chamado “ego”, é no mínimo preocupante.

Admitir a existência desta guerra já é sair em grande vantagem. Negá-la é tragédia anunciada, prenúncio de derrota. Muitos passam a vida inteira tentando esconder seus desejos e pensamentos mais obscuros e vontades mais sinistras. (continua) – pr Aécio

domingo, 27 de março de 2011

sábado, 26 de março de 2011

VOCÊ CONSEGUE ME OUVIR?


Por: L. Roberto Silvado
Fonte: http://www.vidanet.org.br/

Me contaram a história de um homem que estava com muitas dificuldades para comunicar-se com a sua esposa e começou a desconfiar que ela estava ficando surda.

Uma noite eles estavam sentados na sala de visitas e ele resolveu fazer um teste. Sentado em uma cadeira o mais longe possível de sua esposa ele sussurrou:

Você consegue me ouvir?

Nenhuma resposta. Então levantou-se e foi um pouco mais perto e voltou a sussurrar:

Você consegue me ouvir?

Mesmo assim não obteve resposta. Sem fazer barulho, ele então foi para mais perto e sussurrou:

Você consegue me ouvir?

E mais uma vez ele não recebeu nenhuma resposta. Finalmente, ele colocou-se bem atrás da esposa e sussurrou:

Você consegue me ouvir?

Para a sua surpresa, ele ouviu uma resposta irritada:

Pela quarta vez, é claro que estou ouvindo você!

Ele é que estava com problemas de audição e por isto não se comunicava bem com a esposa.

Que alerta para nós sobre a facilidade com que julgamos os outros. Normalmente consideramos que a falha é da outra pessoa e não nossa. Usamos este processo para encobrir os nossos erros e também não precisarmos encarar a realidade do pecado em nossas vidas. Fazemos isto com as pessoas que estão ao nosso redor e com Deus.

Jesus falou sobre este problema e nos deu algumas orientações para vivermos uma vida melhor: “Por que é que você olha para cisco que está no olho do seu irmão e não vê o pedaço de madeira que está no seu próprio olho? Como pode dizer ao seu irmão: ‘Irmão, me deixe tirar esse cisco do seu olho’, se você não vê o pedaço de madeira que está no seu próprio olho? Hipócrita! Tire primeiro o pedaço de madeira que está no seu olho e então poderá ver bem para tirar o cisco que está no olho do seu irmão”.

“Não julguem os outros, e Deus não julgará vocês. Não condenem os outros, e Deus não condenará vocês.”

Se você está sempre procurando nas outras pessoas defeitos para corrigir, seria melhor experimentar dar uma boa olhada no espelho! Além de ser mais paciente com os erros dos outros você e os outros viverão mais felizes! Faça isto e viva melhor!

Texto Bíblico Utilizado: Lucas 6:41-42; 37

quinta-feira, 24 de março de 2011

FILOSOFRASEANDO - 24

"Quem deve banir esta corja de marginais de colarinho branco que atua na política brasileira é o povo, não o STF. O grande problema é que entre os 'fichas sujas' e os 'fichas limpas' está um povo que ainda não descobriu o poder do voto."

Pastor Aécio comentando a decisão do Supremo Tribunal Federal em aplicar a Lei da Ficha Limpa só nas eleições de 2012.

quarta-feira, 23 de março de 2011

ALCORÃO EM CHAMAS

Terry Jones faz um julgamento em sua igreja e declara o Alcorão culpado de várias acusações, a pena é ser queimado


Terry Jones causou reações diversas no ano passado quando foi noticiado de que ele queimaria o livro sagrado dos mulçumanos. Diante das reações Jones desistiu do ato, mas nos últimos dias voltou atrás e ateou fogo em um exemplar do Alcorão.

Na noite de domingo, o polêmico pastor líder de uma igreja de Gainesville, Flórida, programou uma espécie de julgamento dentro de sua igreja, sendo que o réu era o livro sagrado para os mulçumanos. A congregação declarou o Alcorão culpado de várias acusações, entre elas assassinato. Em seguida a pena foi executada: o exemplar foi queimado.

Os jornais internacionais relataram que o livro foi molhado com querosene e colocado em um recipiente de metal no centro do templo da igreja “Dove World Outreach Center”. O exemplar queimou por 10 minutos.
“Tentamos dar ao mundo muçulmano uma oportunidade de defesa de seu livro”, disse o pastor Terry Jones.

Os planos de Jones era queimar os exemplares do Alcorão em sua igreja no aniversário dos atentados terroristas de 11 de setembro nos Estados Unidos. Após as fortes reações no mundo muçulmano e das críticas de líderes internacionais, incluindo o presidente americano Barack Obama, Jones desistiu da ideia e afirmou que nunca mais voltaria a tentar queimar um Alcorão.


Com informações UOL

terça-feira, 22 de março de 2011

NOTA URGENTE!!!

Treinamento do ministério Expedição Mochila cancelado - o que nos foi notificado somente no dia de hoje (22/03/2011).
Devido a um problema de conflito na agenda da equipe escalada, que iria ministrar no próximo dia 26 de Março na Ibero, não acontecerá o evento divulgado.

Lamentamos o ocorrido, e nos colocamos à inteira disposição para maiores esclarecimentos pelos e-mails:

DETERMINE…



Dos jargões “evangeliqueses” que me provocam ojeriza, um dos mais toscos e que mais detesto é o tal do “Determine sua vitória irmão!” – ao lado do “Tá amarrado!” não sei qual dos dois indica mais estupidez no ranking das baboseiras neopentecostais.
Causa dó e espanto pensar que muitas pessoas pelo mundo afora passam a pronunciar estas frases burras e absurdas como uma espécie de “abracadabra”, crendo que seus problemas desaparecerão num passe de mágica.

Mas, quero propor que os crentes determinem sim. Aproveito a ocasião para reafirmar alguns valores que há muito estão desaparecendo da prática evangélica brasileira, cedendo lugar ao misticismo e à superstição. Se for para determinar, então, proponho que cada leitor cristão que acessar esta mensagem determine:

- Que jamais irá subestimar a soberania de Deus, achando que o céu é como a “casa da mãe Joana”, e que os anjos são como mordomos prontos para satisfazer os desejos humanos mais mesquinhos.

- Que jamais se dobrará à famigerada teologia da prosperidade, a qual reduz o Evangelho da Salvação eterna em subterfúgio para salvação da conta bancária.

- Que jamais seguirá os mercenários donos das “emprejas”, esbanjadores que lucram e enriquecem mais e mais cada vez que abrem uma nova franquia, ou despejam seus produtos heréticos no mercado.

- Que fará da Bíblia sagrada única fonte de inspiração e devoção, desprezando quaisquer pregações, ensinos, livros, etc., que não forem originadas e fundamentadas em suas páginas.

- Que jamais olhará para a igreja como um espaço de recreação ou passatempo, mas sim como um lugar onde prestamos culto, consagramos dons, e dedicamos talentos para comunhão e edificação de todos os que nela se abrigam.

- Que será um instrumento de Deus contribuindo ativamente com suas orações e finanças para que o Evangelho chegue aos não alcançados.

- Que não resistirá ao chamado, caso seja movido pelo Espírito Santo para ser uma testemunha entre povos de outras nações.

- Que não se deixará enganar pelas propostas modernas dos pregadores que deturpam a mensagem da cruz, reduzindo-a a mera retórica cultural, desprovida do poder libertador que afasta o homem do pecado.

- Que honrará seus pastores e líderes locais, os quais dão a vida para pastorear rebanhos hoje cassados e acossados pelos chacais disfarçados e autodenominados apóstolos, bispos, patriarcas e missionários.

- Que não depositará sua fé nas idolatrias das campanhas e correntes supostamente evangélicas, bem como nos objetos sincréticos (chamados também burramente de "ungidos) distribuídos em muitas delas (sal grosso, rosa, lenço, água, óleo e outros artefatos místicos).

- pr Aécio -

segunda-feira, 21 de março de 2011

domingo, 20 de março de 2011

SOBRE O SERVIÇO E SUAS MOTIVAÇÕES


Por: Marcelo Gomes
Fonte: Instituto Jetro
Publicado em 24.07.2007


Servir pessoas é uma obrigação e um privilégio. Martin Luther King Jr. disse que “quem não vive para servir, não serve para viver”. Jesus, nosso modelo maior, lembrou que não veio para ser servido, mas para servir e dar sua vida em resgate de muitos. A igreja, como corpo de Cristo e sinal da presença concreta do Reino de Deus entre os homens, deve ser servidora e agente de transformação. Caso contrário, não é Igreja nenhuma.

Há muitas maneiras de servir. Há muitas pessoas que dedicam suas vidas ao serviço do próximo. Até mesmo a sociedade em geral já descobriu a importância do serviço solidário nas suas mais diferentes aplicações. A principal questão é: com que motivação servimos? O que, exatamente, nos move ao amparo e à solidariedade?

Uma das motivações comuns é a necessidade. Servir é necessário. A ausência de iniciativas relevantes de serviço é uma das razões pelas quais o mundo torna-se, cada dia, um lugar mais inóspito. Se não fizermos nada pelo bem coletivo, breve sofreremos as conseqüências do avanço da miséria, da violência e da maldade humana. Quem serve ao próximo, na perspectiva da necessidade, serve a si mesmo e às futuras gerações.

Outra motivação bastante comum é a oportunidade. As pessoas que servem, neste caso, esperam receber uma recompensa por isso. Terrena ou celestial. A terrena refere-se aos rendimentos, hoje cada vez mais atrativos, para quem trabalha no chamado “terceiro setor”. A celestial é a expectativa da religião, sobretudo aquelas que acreditam poder conquistar a salvação pela prática do serviço e da caridade.
Estas motivações podem ser nobres, mas não são cristãs. A Igreja servidora é motivada pela consciência de dívida. Havendo, ou não, necessidade. Havendo, ou não, recompensa futura. Servimos aos homens como quem serve a Deus. Servimos a Deus como quem reconhece o alto preço que pagou por nossas vidas. Servimos a Deus por amor. Nas palavras de João: “porque Ele nos amou primeiro”.

Duas palavras significativas caracterizam este amor e nos ajudam a servir com cada vez maior motivação: graça e misericórdia. Graça diz respeito a tudo aquilo que não merecemos e Deus faz por nós. Misericórdia diz respeito a tudo aquilo que merecemos e Deus não faz. Merecemos juízo e punição, mas Deus nos perdoa e salva. Não merecemos bênçãos ou promessas, mas Deus nos inunda de maravilhosas razões para a alegria. Assim é Deus, tão bondoso.

Por isso, servimos. Eis o motivo pelo qual o próximo é assumido como alvo de nossa solidariedade e amor. Deus nos visitou com graça e misericórdia, perdoou-nos e salvou-nos, abençoou nossas vidas com toda sorte de bênçãos. Somos devedores. Incapazes de pagar por tamanha graça. Servidores, como quem espera não a solução necessária, não a recompensa prevista, mas agradar um Deus tão generoso, responsável por nos dar a vida que tanto desejamos. Ao serviço, motivados pelo amor.

sexta-feira, 18 de março de 2011

AL CAPONES EVANGÉLICOS


Por J. Lee Grady (editor da Revista Charisma)

Houve um tempo em que Al Capone controlava toda a cidade de Chicago. O notório gangster da década de 1920 subornou o prefeito, comprou a polícia e, como um rei, presidiu um império de cassinos, redes de contrabando e botecos em pleno vigor da Lei Seca. Ele se esquivou das balas por muitos anos e viveu acima da lei – ganhando assim a reputação de “intocável” porque ninguém podia levá-lo à justiça.

Antes que Capone fosse finalmente preso em 1932, ele justificou seus crimes dizendo: “Tudo o que faço é para atender a demanda do público.” Ele nunca assumiu responsabilidade pelo estrago que causou porque prefeitos, policiais, líderes comunitários e estelionatários o apoiaram todo o tempo.

Odeio ter que comparar ministros de Deus a um mafioso. Mas a triste verdade é que atualmente há alguns (talvez mais do que só alguns) pastores que possuem algumas das características mais abomináveis de Al Capone. São mestres do engano e da manipulação. Eles compraram seu espaço na subcultura evangélica carismática e usaram suas místicas habilidades hipnóticas para controlar grandes redes de TV cristãs.

Mas a exemplo de Al Capone, seus dias estão contados. A Justiça logo os agarrará.  (grifo nosso)

Estes falsos profetas provavelmente começaram com um chamado genuíno da parte de Deus, mas o sucesso os destruiu. Eles se desviaram da fé verdadeira e foram seduzidos pela fama e pelo dinheiro; quando seus ministérios cresceram, eles apelaram a táticas questionáveis para manter a máquina religiosa rodando. Mas agora, em meio à Grande Recessão Americana, Deus está tratando com eles.

Mas antes que nos regozijemos por estes impostores estarem sendo despejados de seus púlpitos e varridos das emissoras, pausemos por um minuto e reflitamos: como tais falsos profetas alcançaram tanta popularidade? Jamais teriam conseguido sem a nossa ajuda.

Nós fomos os idiotas. Quando eles diziam: “O Senhor lhes dará riquezas incontáveis se vocês semearem mil dólares agora”, imediatamente pegávamos o telefone e nossos cartões de crédito. Que Deus nos perdoe.
Nós fomos os cegos. Quando eles diziam: “Preciso que hoje vocês façam uma oferta sacrificial para que eu possa consertar meu jatinho particular”, sequer perguntávamos por que um servo de Deus não era humilde o suficiente para voar em classe econômica para alguma nação de Terceiro Mundo. Que Deus nos perdoe.
Nós fomos os tontos. Quando ficávamos sabendo que eles estavam vivendo em imoralidade, maltratando suas esposas ou povoando cidades com seus filhos bastardos, dávamos ouvidos às suas desculpas ao invés de exigir que estes pastores vivessem como verdadeiros cristãos. Que Deus nos perdoe.
Nós fomos os ingênuos. Quando eles imploravam por dois milhões de dólares extras para tapar algum rombo no orçamento, nos sentíamos incomodados em perguntar por que eles precisavam dormir em suítes de hotel cuja diária custava dez mil dólares. Na verdade, sempre que questionávamos algo, outro cristão rapidamente retrucava: “Não critique! A Bíblia diz ‘Não toque o ungido do Senhor!’” Que Deus nos perdoe.

Tratamos estes charlatões como Al Capones, como se eles fossem intocáveis, e como resultado a corrupção se espalhou pelas igrejas carismáticas como uma praga. Nosso movimento está contaminado pelo materialismo, orgulho, engano e imoralidade porque tivemos medo de dizer o que estes palhaços realmente são: inseguros, egoístas, egocêntricos e emocionalmente confusos.

Se tivéssemos aplicado discernimento bíblico há muito tempo atrás, teríamos evitado todo este caos. Jamais saberemos quantos incrédulos rejeitaram o Evangelho porque viram a Igreja apoiando pilantras que se gabavam, coagiam, mentiam, manipulavam, subornavam, roubavam e, com lágrimas, conquistavam espaço em nossas vidas – enquanto os aplaudíamos e depositávamos dinheiro em suas contas.

Sempre que cristãos bem intencionados citam 1 Crônicas 16:22 (“Não toqueis os meus ungidos e não façais mal aos meus profetas”) para encobrir a sujeira e o charlatanismo, eles cometem uma injustiça contra as Escrituras. Esta passagem não ordena que nos calemos quando um líder está abusando do poder ou enganando as pessoas. Pelo contrário, somos chamados a confrontar o pecado em amor e honestidade. E certamente não estamos amando a Igreja se permitimos que os Al Capones carismáticos de nossa geração a corrompam.

Tradução: Pão Vinho

___________________________________

Comentário do Pr Aécio:

Isto é o que podemos chamar de "verdade inconveniente". Há muito que obreiros fraudulentos, tal qual gangsters, vêm loteando a igreja evangélica e parece assistirmos tudo placidamente.
Urge a presença e atuação de vozes proféticas mais contundentes, no sentido de apontar e denunciar estes "marginais da fé", que se aproveitam  da ingenuidade dos incautos de um lado e a o silêncio mórbido de quem discorda de suas falcatruas de outro.
Tenho lido inúmero artigos em blogs e sites de cunho apologético; tenho adquirido livros que contrariam os ensinos falsos daquela laia de obreiros e ouvido muita gente criticando seus feitos em algumas falas soltas. Porém, perto do desproporcional "poder de fogo"  que aqueles têm, todo esforço destes parece insignificante - alguns "Al Capones" (usando um gancho da postagem acima) são donos de redes de TV e/ou possuem outros meios de comunicação, os quais usam para bombardear os incautos 24 horas por dia com suas mentiras. Diante do exposto, proponho alguns motivos de oração:
  • Oremos para que surjam mais e mais ministérios que "contra ataquem" na mesma ou em maiores proporção e intensidade os ministros da iniquidade.
  • Oremos para que Deus levante apologetas com desenvoltura e unção proféticas, que não se vendam por dinheiro, fama e aplausos.
  • Oremos para que haja programas verdadeiramente evangélicos, livres das heresias, indulgências e arrogância daqueles que de ministros cristãos não têm nada e mais parecem mafiosos mesmo.

quinta-feira, 17 de março de 2011

O SOL DA JUSTIÇA BRILHA NA TERRA DO SOL NASCENTE: A SOLIDARIEDADE DO POVO EVANGÉLICO NO JAPÃO


Sugestão: (Daniel Santana)

 Líderes religiosos brasileiros que atuam no Japão têm realizado um trabalho incessante de atendimento às vítimas da tragédia. Um desses exemplos de solidariedade é o pastor Victor Pinheiro, da Comunidade Evangélica Vida Abundante, no Japão. Ele relatou o drama e o esforço para levar donativos aos locais mais afetados do país ao site evangélico Creio.

“As igrejas na nossa região estão se unindo com o mesmo propósito de arrecadação de donativos e informação para chegarmos ao local. Nesse momento estamos aqui na igreja é 1h da manhã (13 horas aqui no horário de Brasília) esperando cinco caminhões que virão buscar os alimentos. Várias igrejas de várias denominações entraram em contato e deixaram donativos aqui conosco e nós também iremos levar donativos a outra igreja até sexta-feira, 18, para uma próxima leva de donativos ao local. A principal ação é arrecadar donativos somente, devido à dificuldade de acesso ao local.

A importância do Cristianismo nessa hora é única: Solidariedade. Temos que ser os braços e as pernas de Jesus, deixando de lado qualquer hipótese de definir a tragédia com teologias e "achometros" que não levam nenhuma comida a boca de ninguém. Oramos durante o acontecimento e clamamos a Deus por misericórdia e agora é hora de agir, por isso estamos aqui incansáveis até ver esses donativos chegarem até essas pessoas, pois isso também é reino de Deus. ”, declarou ao site Pinheiro, que prega em Nihon, localidade próxima ao local afetado.

ELES ESTÃO DECEPCIONADOS COM A GRAÇA MESMO: O OUTRO LADO DA MOEDA – (PARTE 5)


Quando escuto alguém falando mal de igreja já fico de orelhas em pé. Logo vêm algumas perguntas à mente: que tipo de pessoa está falando? Qual seu caráter? Será que tudo o que está dizendo procede, ou são mentiras e desculpas para esconder sua falta de conversão?
Caráter é a palavra chave. Há quem não seja bem sucedido na vida cristã em razão de não ser verdadeiramente honesto, justo e sincero. As igrejas não estão isentas de que circulem em seus ambientes muitos “irmãos” que sejam péssimos como empregados, patrões, membros de família e cidadãos, logo, não é de se esperar que sejam bons crentes.

A vida cristã não se faz apenas de cultos aos domingos, ofertas e dízimos. Se não houver o compromisso em viver de forma íntegra (o que chamamos normalmente de “bom testemunho”) nenhuma pessoa terá êxito na prática de sua fé.
O que também tenho observado em várias pessoas insatisfeitas com igrejas (e que já devo ter comentado nas mensagens anteriores), que optam em deixarem suas igrejas à procura de um lugar ao qual julgue perfeito, ou em se afastarem definitivamente do convívio com outros crentes é que escondem a falta de disposição em ter seu caráter tratado e seus pecados confrontados. Neste meio há muitos rebeldes, insubmissos, trambiqueiros, caloteiros, adúlteros, fornicários, beberrões, etc.

É fácil dizermos que nunca mais vamos colocar o pé em uma igreja e blá, blá, blá... É fácil colocarmos a culpa em pastores e irmãos. Difícil é assumirmos que não estamos dispostos a mudar de vida, que não queremos submeter-nos à autoridades (leia-se lideranças) eclesiásticas e que não queremos viver em comunidade de tal forma que nossas atitudes não violem a consciência e o bem estar do outro – há quem julgue a igreja como um lugar ruim por que todo mundo quer se intrometer em sua vida, mas acho que vale a velha máxima “quem não deve, não teme”.

Há milhões de crentes fora das igrejas no Brasil. Em nome de suas frustrações, decepções e experiências mal sucedidas, cultivam e defendem a idéia de que a melhor coisa é não fazer parte de comunidade nenhuma e, quando muito, buscar refúgio em movimentos alternativos. Outros simplesmente resolvem a equação indo esporadicamente a um culto qualquer (e de vez em quando), em qualquer lugar e quando bem entender, sem compromisso.
Mas, no meu entendimento, qualquer membro fora do corpo é uma aberração, uma anomalia... Um monstro!
Vocês se lembram daquela mãozinha horrível do filme (também horrível!) família Adams? Já imaginou dar de cara com um membro andando, se mexendo fora do restante do corpo? Pois é, têm um monte de mãozinhas, pezinhos, orelhinhas, etc., andando por aí, assustando a quem encontrarem pela frente! Afinal, vida fora do corpo, é vida que assusta, é vida com cara de morte, com cara de monstro, um horror. Crente sem comunhão com o Corpo é crente que assusta, é crente com cara e jeito de morte, é monstruoso, é horroroso! – pr Aécio

quarta-feira, 16 de março de 2011

CONCORRÊNCIA DESLEAL

ENTRE CANALHAS E CANALHICES

UM CANALHA SÓ É SUPERADO POR OUTRO CANALHA, ASSIM COMO UMA CANALHICE SE SUPERA POR OUTRA AINDA MAIOR... HAJAM CANALHAS! HAJAM CANALHICES!!!


PÚLPITO VIRTUAL

É o endereço eletrônico para quem deseja ler matérias edificantes no estilo peculiar do Pr Aécio.
Com linguagem franca e direta, vários temas são abordados à partir da perspectiva bíblica e da visão de um obreiro dotado de seriedade e compromisso com as verdades fundamentais do Evangelho.
Com mais de duas décadas de experiência em liderança cristã, o pastor usa todo seu conhecimento, experiência e senso crítico afiado para discorrer sem rodeios sobre tudo o que acontece no ambiente evangélico e fora dele - detalhe: não poupa nem a si mesmo!

Atualmente é o pastor senior na Igreja Cristã Ibero-Americana, na Zona Leste de São Paulo. Além de pastorear, atende a convites para ministrar em conferências e congressos missionários (com experiência de 21 anos na área); faz preleções em acampamentos; atua como conselheiro e palestrante para casais e grupos de lideranças.

O Pastor Aécio é casado com Mara Cristina e tem cinco filhas: Quésia, Queila, Quelai, Quemili e Queni.

Contato pelos e-mails abaixo:


terça-feira, 15 de março de 2011

SAIU NO PÚLPITO VIRTUAL

MISERÁVEL APÓSTOLO PAULO - PARTE 4

Confira um trecho da mensagem baseada em Rm 7.24:

A questão é que, em nome da crescente (e exigente) vitrine que se cria, repleta de bacharéis, mestres e doutores, esvaziam-se os ministérios das vidas regadas a oração, da santificação, da dependência de Deus e da unção do Espírito. Neste caso, entre o doutor autoconfiante e o simplório pregador humilhado perante Deus, não tenho dúvidas, prefiro o segundo!

Fiados em seus diplomas, influenciados pelas ciências e tecnologias modernas e impregnados das mais diversas filosofias antigas ou contemporâneas (algumas altamente perigosas para o cristianismo, outras absolutamente anticristãs) que ora norteiam suas ideias e pensamentos, muitos ministros vem transformando a pregação e o ensino bíblico em exposições enfadonhas, recheadas de alusões técnicas, preocupadas com citações científicas, carregadas de pesquisas disto ou daquilo, etc.

Alguns pregadores trocaram o “assim diz o Senhor” pelo “assim disse Nietzsche” ou “no pensamento de Bacon...”, por exemplo, causando (pelo menos em mim) a impressão de mero exibicionismo cultural para impressionar os ouvintes. Um dos perigos que deriva desta postura é o de relegar as Escrituras a um plano secundário, um complemento, em vez de fundamental: “Se alguém falar, fale segundo as palavras de Deus...” (I Pe 4.11).

segunda-feira, 14 de março de 2011

AGENDA DA SEMANA - 14 A 20 DE MARÇO

Esta semana promete... Venha conferir!

MISSÕES: E VOCÊ COM ISSO?

10 Maneiras de Fugir do Chamado Missionário

1- Ignore o chamado de Jesus feito em João 4:35 para que olhemos os campos com atenção. Reconhecer as necessidades pode ser depressivo e muito desconfortável. E pode levar a uma preocupação missionária genuína. ("Vocês dizem: Mais quatro meses e teremos colheita. Porém, olhem bem para os campos... o que já foi plantado já está bom para ser colhido.")

2- Dirija toda sua energia para um alvo socialmente aceitável. Pode ser um ótimo salário, melhores qualificações, uma promoção no trabalho, um carro do ano, uma casa maior ou sustento para o futuro.

3- Case o mais rápido possível, de preferência com alguém que pense que "A Grande Comissão" é o que um patrão dá a seu empregado depois de uma grande venda. Depois do casamento, não se esqueça de "sossegar" por completo, estabelecer uma carreira e constituir família.

4- Fique longe de missionários. Seus testemunhos podem ser perturbadores. As situações que eles descrevem podem entrar em conflito com o estilo de vida materialmente confortável de sua casa.

5- Se você começar a pensar nos não alcançados, imediatamente pense naqueles países onde a abertura para a pregação do evangelho é inexistente. Pense apenas na Coréia do Norte, Arábia Saudita, China e outros países fechados. Esqueça as vastas áreas do globo, à espera de missionários. Nunca, nunca mesmo queira ouvir sobre 'abordagem criativa’, usadas nesses países.

6- Lembre-se sempre de suas falhas do passado. É irracional esperar que você vá melhorar algum dia. Não estude as vidas de Abraão, Moisés, Davi, Jonas, Pedro ou Marcos (que deram suas bolas-fora em um certo momento de suas vidas, mas não se afastaram).

7- Sempre pense que missionários são pessoas superdotadas e super-espirituais e que devem ser elevadas em pedestais. Mantendo essa imagem, você se sentirá confortável com seu Povos indígenas (6)

8- Concorde com as pessoas que dizem que você não é indispensável onde está. Dê ouvido a todos os que dizem que a igreja local não sobreviverá sem você.

9- Preocupe-se incessantemente com dinheiro.

10- Se mesmo seguindo esses conselhos, você ainda sentir vontade de atender ao chamado, vá para o campo sem nenhum treino ou preparo. Em breve você estará de volta e ninguém poderá culpá-lo em não ter tentado.

MATERIAL CEDIDO PELA SAMANTA
EQUIPE ACOTE

sexta-feira, 11 de março de 2011

PROJETO MISSIONÁRIO É ASSIM: MUITO LOUCO!

MAIS DO METANÓIA GP - CARNAVAL 2011...

"O METANÓIA GP edição de Carnaval foi impactante!
Mais de 100 pessoas confessaram Jesus como Senhor, além de muita comunhão, muito de Deus em nossas vidas!
Somos gratos a todos que oraram e contribuiram para que este projeto fizesse a diferencça na vida de muitas pessoas!


Vejam as imagens e seja edificados!


No amor do Mestre,


Ângelo e Thais"

quinta-feira, 10 de março de 2011

É ASSIM QUE DEUS FAZ!

Veja no vídeo abaixo as imagens do projeto de impacto de Carnaval METANÓIA GP... Elas falam por si!
Pessoas de várias denominações, idades e lugares diferentes experimentaram a mesma coisa: O poder transformador do Evangelho!

CEIA DO SENHOR NA IBERO


Venha participar do corpo e do sangue de Jesus, celebrando a Ceia do Senhor conosco! Será um imenso prazer poder comungar com todo aquele que recebeu a Jesus como Salvador e o O confessa como Senhor de sua vida!

Começaremos às 19hs com louvor e oração. Logo após o período devocional teremos a indispensável palavra ministrada pelo Pr Aécio, seguida do cerimonial. Imperdível!

Venha e confira!

ALERTA AOS CRISTÃOS: DITADURA GAY JÁ É REALIDADE PARA FAMÍLIAS NA EUROPA

Ateu gay dá alerta contra nova tirania… moralidade

 esquerdista oprimindo os cristãos

POR: JONH-HENRY WESTEN
FONTE: BLOG DO JULIO SEVERO

LONDRES, Inglaterra, 4 de março de 2011 (Notícias Pró-Família) — A decisão da Suprema Corte em Londres, feita na semana passada, proibindo casais cristãos pró-família de cuidar de crianças órfãs está preocupando até mesmo ateus que se descrevem como gays. Os juízes decidiram que é conveniente proibir casais cristãos de cuidar de crianças órfãs já que eles se recusam a apresentar o sexo homossexual como benéfico.

David Starkey, um renomado historiador e personalidade dos meios de comunicação da Inglaterra, estava debatendo a decisão na rede de televisão BBC ontem. Starkey disse: “Sou gay e sou ateu, mas tenho profundas dúvidas acerca desse caso. Parece-me que o que estamos fazendo está produzindo uma nova moralidade tirânica que é, em todos os aspectos, tão opressiva quando a velha”.

Starkey descreveu que cresceu como homossexual sofrendo o que ele acredita terem sido importunações da polícia. Contudo, ele disse: “Estou muito, muito preocupado com o fato de que um novo tipo de moralidade liberal está entrando, a qual, conforme eu já disse, é intolerante, é muito opressiva, é muito intrusiva na vida das famílias”.

Starkey também mencionou o caso do casal britânico que era dono de uma pensão e foi multado já que não queria hospedar uma dupla homossexual. Starkey disse que se opunha à multa sugerindo outra atitude: “O jeito de fazer isso não é proibi-los, não é multá-los. Eles deveriam simplesmente providenciar o que me parece um aviso bastante apropriado numa pensão particular que diz: Somos cristãos e temos convicções cristãs”.

“Caso contrário, estamos, como eu disse, produzindo uma nova tirania”, ele acrescentou.

Starkey notou que sua própria mãe era cristã e se opunha firmemente à homossexualidade, que Starkey disse o fez quem ele é.

Starkey concluiu suas observações de modo enfático declarando: “Viver sob… a imposição de uma moralidade é uma ideia muito ruim”.
 

quarta-feira, 9 de março de 2011

CARNAVAL: ARRANCANDO A MÁSCARA POR TRÁS DAS MÁSCARAS

Neste vídeo uma jornalista expõe toda a podridão que as máscaras e fantasias de carnaval escondem. Mentira, exploração, aborto, prejuízos, vícios e muito mais da podridão que a mídia insiste em maquiar para lucrar em cima desse negócio que fomenta o mercado da luxúria no início do ano. Resumo da ópera: "Carnaval só dá lucro pra dono de cervejaria, pra proprietário de trio elétrico e para uns poucos artistas baianos..." (sic) - Rachel Sheherazade



segunda-feira, 7 de março de 2011

IMPACTO DE CARNAVAL - METANÓIA GP

O METANÓIA GP está arrebentando neste Carnaval! Uma equipe de quase 50 pessoas invadiu as ruas da região de São Mateus com teatros, danças e evangelização pessoal e em massa!

Ainda acontece durante o projeto reuniões de adoração, edificação e treinamentos em várias áreas! Tá lindo!

Olha isso:

AGENDA DA SEMANA - 07 A 13 DE MARÇO

Esta é a semana da Ceia! Não perca!
Ah! É também a semana do culto missionário no domingo.

Sai do sofá, e vem pra Ibero!

sábado, 5 de março de 2011

TEMPLO DE SALOMÃO OU MAIS UM MEGA INVESTIMENTO DO BARÃO?

Réplica do Templo de Salomão no Brasil é vista como uma gozação


A Igreja Universal do Reino de Deus, liderada pelo controverso Bispo Edir Macedo, anunciou seus planos de construir uma réplica gigante do Templo de Salomão. A estimativa de custo é de R$360 milhões, 55 metros de altura (18 andares), e com lugar para 10. 000 pessoas. O plano também conta com um estacionamento para 1.000 carros, estúdios de TV e rádio, e salas com espaço para 1.300 alunos.

“Vai ser sensacional”, disse Macedo, “ Será lindo, lindo, lindo- a coisa mais bonita de todas. O lado de fora será exatamente igual o que foi construído em Jerusalém”.

O Instituto do Templo em Jerusalém vê isso com outros olhos, para eles é “um ato de arrogância voltado para sua própria gloria. Esse plano é uma gozação que vai diretamente contra tudo aquilo que o Templo Santo de Jerusalém representa.”

A Igreja Universal já gastou em torno de R$ 14,4 milhões para importar pedras de Israel. De acordo com o jornal britânico, The Guardian, o templo será inspirado no Templo do Rei Salomão e contará uma replica da Arca da Aliança no centro do santuário.

O Rabino Chaim Richman do Instituto do Templo escreve, “Nós somos hoje testemunhas de um fenômeno que tenta tirar a legitimidade da relação de Israelcom Jerusalém. Esse plano de construir uma mega igreja representa o próximo passo de tirar toda essa legitimidade de Jerusalém.”.

“A Bíblia ensina que a essência de Jerusalém é a presença de Deus”, disse o Rabino Richman, que continua citando uma profecia do livro de Isaias 2:2 : ”Nos últimos dias, acontecerá que o monte da Casa do Senhor será estabelecido no cimos dos montes e se elevará sobre os outeiros, e para ele afluirão todos os povos. Irão muitas nações e dirão: Vinde, e subamos ao monte do Senhor e à casa do Deus de Jacó, porque de Sião sairá a lei, e a palavra do Senhor, de Jerusalém.”

“A mega igreja planejada pelo Bispo Macedo”, diz o Rabino Richamn, “é uma usurpação e um abuso ao espaço sagrado e ao conceito de Templo Santo que é representado na Bíblia, e também é uma brusca forma de se apropriar de valores sagrados do Judaísmo. A Divina Presença de Deus não pode ser copiada ou simplesmente usurpada e transportada para outro lugar. Isso não é nada mais que uma tentativa sínica e manipuladora da Igreja Universal do Reino de Deus de encaixar a mensagem universal da Bíblia em sua própria agenda.”
 
O Instituto do Templo, uma organização religiosa e educacional sem fins lucrativos, é dedicada para cuidar de todos os aspectos dos mandamentos Bíblicos sobre a construção do Templo Santo de Deus no Monte Moriah em Jerusalém. Seu maior foco e esforço é reconstruir o Templo Santo em Jerusalém.

Em 1992, Bispo Macedo ficou onze dias preso por fraude. No ano passado, um processo de São Paulo alegou que Macedo e outro pastor sênior embolsaram bilhões de doações em dólares e usaram o dinheiro para comprar propriedades e carros. Macedo, um defensor da teologia da prosperidade e dono de um jato particular de R$81 milhões, negou as acusações.

Traduzido por: Giovanna Tranchesi / Fonte: IsraelNationalNews.com

Fonte: Adonainews
 
A Igreja Universal, que exige tantos sacrifícos dos membros, não tem nenhuma misericórdia dos bebês em gestação. Tanto o Bispo Macedo quanto sua TV Record têm condenado esses inocentes ao assassinato. Veja o artigo: Bispo Edir Macedo assume publicamente preferência pelo aborto: http://juliosevero.blogspot.com/2010/08/bispo-edir-macedo-assume-publicamente.html
 
______________________________
 
COMENTÁRIO DO PASTOR AÉCIO:
 
O que o povo evangélico precisa saber é que se trata apenas de um monumento-símbolo da apostasia patrocinada por uma das seitas mais perigosas no Brasil, a qual tem deturpado a mensagem do Evangelho, disseminando heresias tão hediondas como nunca se viu na curta história da igreja evangélica brasileira. A suposta réplica do "Templo de Salomão" (ou "Shopping de Salomão", como vou chamar) não passa de mais um mega investimento do barão da fé Edir Macedo - sua história e seu testemunho falam por si, não é preciso dizer mais nada.
Para mim, não há nada de espiritualidade, altruísmo, devoção ou demonstração de fé nesta nova façanha do "bispo", é pura arrogância mesmo e demonstração de poder!

sexta-feira, 4 de março de 2011

MAIS UM MÁRTIR NO MUNDO ISLÂMICO - ATÉ QUANDO?

Único ministro governamental cristão do Paquistão é morto a

tiros por extremistas islâmicos

Por: Matthew Cullinan Hoffman

Bhatti, que era o ministro das Minorias, estava dirigindo seu carro para trabalhar na capital de Islamabad hoje quando um homem armado deu uma rajada de balas no carro dele, matando-o. No local, foram deixados folhetos avisando outros que o mesmo destino os aguardaria se eles se opusessem à lei anti-blasfêmia, uma lei que os críticos dizem é usada para perseguir minorias religiosas. Em sua reportagem, a Reuters disse que o Talibã do Paquistão assumiu responsabilidade pelo assassinato.

O assassinato de Bhatti ocorre depois do assassinato em janeiro de Salman Taseer, o governador do estado do Punjab, também cometido por militantes islâmicos, e também por condenar a lei anti-blasfêmia do país. No clima de medo depois do assassinato, Bhatti era o único dos poucos ministros governamentais que havia publicamente condenado o assassinato de Taseer. Depois do assassinato de Taseer, o presidente do Paquistão, Asif Ali Zardari, recuou em seus planos para reformar a lei anti-blasfêmia.

Numa gravação de vídeo de uma entrevista divulgada pelo jornal Telegraph, Bhatti disse que havia sido ameaçado pelo Talibã e outros extremistas islâmicos, mas disse que estava pronto para morrer para proteger os direitos dos cristãos. “Estou seguindo a cruz, e estou pronto para morrer por uma causa. Estou vivendo por minha comunidade e povo que sofre, e eu morrerei para defender os direitos deles”, disse ele.

A controvérsia sobre a lei anti-blasfêmia foi provocada pela recente condenação de Asia Bibi, uma mulher cristã que foi acusada de blasfêmia depois de defender suas convicções religiosas contra os insultos de várias mulheres em sua vila de maioria muçulmana. A condenação dela provocou uma indignação internacional e levou a reivindicações para que se revogasse ou reformasse a lei.

O assassinato de Bhatti é o terceiro assassinato de uma importante personalidade política cometido por extremistas islâmicos em anos recentes. O primeiro foi Benazir Bhutto, líder do governista Partido do Povo, em 2007.

quarta-feira, 2 de março de 2011

CARNAVAL


A maior festa popular brasileira
FONTE CACP

Origem Histórica

Segundo definição genérica, o carnaval é uma festa popular coletiva, que foi transmitida oralmente através dos séculos, como herança das festas pagãs realizadas a 17 de dezembro (Saturnais - em honra a deus Saturno na mitologia grega.) e 15 de fevereiro (Lupercais - em honra a Deus Pã, na Roma Antiga.). Na verdade, não se sabe ao certo qual a origem do carnaval, assim como a origem do nome, que continua sendo polêmica.

Alguns estudiosos afirmam que a comemoração do carnaval tem suas raízes em alguma festa primitiva, de caráter orgíaco, realizada em honra do ressurgimento da primavera. De fato, em certos rituais agrários da Antigüidade, 10 mil anos A.C., homens e mulheres pintavam seus rostos e corpos, deixando-se enlevar pela dança, pela festa e pela embriaguez.

Originariamente os católicos começavam as comemorações do carnaval em 25 de dezembro, compreendendo os festejos do Natal, do Ano Novo e de Reis, onde predominavam jogos e disfarces. Na Gália, tantos foram os excessos que Roma o proibiu por muito tempo. O papa Paulo II, no século XV, foi um dos mais tolerantes, permitindo que se realizassem comemorações na Via Lata, rua próxima ao seu palácio. Já no carnaval romano, viam-se corridas de cavalo, desfiles de carros alegóricos, brigas de confetes, corridas de corcundas, lançamentos de ovos e outros divertimentos.

O baile de máscaras, introduzido pelo papa Paulo II, adquiriu força nos séculos XV e XVI, por influência da Commedia dell'Arte. Eram sucesso na Corte de Carlos VI. Ironicamente, esse rei foi assassinado numa dessas festas fantasiado de urso. As máscaras também eram confeccionadas para as festas religiosas como a Epifania (Dia de Reis). Em Veneza e Florença, no século XVIII, as damas elegantes da nobreza utilizavam-na como instrumento de sedução.

Na França, o carnaval resistiu até mesmo à Revolução Francesa e voltou a renascer com vigor na época do Romantismo, entre 1830 e 1850. Manifestação artística onde prevalecia a ordem e a elegância, com seus bailes e desfiles alegóricos, o carnaval europeu iria desaparecer aos poucos na Europa, em fins do século XIX e começo do século XX.

Há que se registrar, entretanto, que as tradições momescas ainda mantêm-se vivas em algumas cidades européias, como Nice, Veneza e Munique.

Etmologia da Palavra

Assim como a origem do carnaval, as raízes do termo também têm se constituído em objeto de discussão. Para uns, o vocábulo advém da expressão latina "carrum novalis" (carro naval), uma espécie de carro alegórico em forma de barco, com o qual os romanos inauguravam suas comemorações. Apesar de ser foneticamente aceitável, a expressão é refutada por diversos pesquisadores, sob a alegação de que esta não possui fundamento histórico.

Para outros, a palavra seria derivada da expressão do latim "carnem levare", modificada depois para "carne, vale !" (adeus, carne!), palavra originada entre os séculos XI e XII que designava a quarta-feira de cinzas e anunciava a supressão da carne devido à Quaresma. Provavelmente vem também daí a denominação "Dias Gordos", onde a ordem é transgredida e os abusos tolerados, em contraposição ao jejum e à abstenção total do período vindouro (Dias Magros da Quaresma).


Posição da igreja evangélica no período do carnaval

Como pudemos observar, o carnaval tem sua origem em rituais pagãos de adoração a deuses falsos. Trata-se, por, isso de uma manifestação popular eivada de obras da carne, condenadas claramente pela Bíblia.

Seja no Egito, Grécia ou antiga Roma, onde se cultua, respectivamente, os deuses Osíris, Baco ou Saturno, ou hoje em São Paulo, Recife, Porto Alegre ou Rio de Janeiro, sempre notaremos bebedeira desenfreada, danças sensuais, música lasciva, nudez, liberdade sexual e falta de compromisso com as autoridades civis e religiosas.

Traçando o perfil do século XXI, não é possível isentar a Igreja evangélica deste movimento histórico. Então qual deve ser a posição do cristão diante do carnaval? Devemos sair de cena para um retiro espiritual, conforme o costume de muitas igrejas? Devemos por outro lado, ficar aqui e aproveitarmos a oportunidade para a evangelização?Ou isso não vale a pena porque, especialmente neste período, o deus deste século lhes cegou o entendimento?

Cremos que a resposta cabe a cada um. Mas, por outro lado, a personalidade da Igreja de Deus nasce de princípios estreitamente ligados ao seu propósito: fazer conhecido ao mundo um Deus que, dentre muitos atributos, é santo.

Há quem justifique como estratégia evangelística a participação efetiva na festa do carnaval, desfilando com carros alegóricos e blocos evangélicos, o que não deixa de ser uma tremenda associação com a profanação. Pergunta-se, então: será que deveríamos freqüentar boates gays, sessões espíritas e casas de massagem, a fim de conhecer melhor a ação do diabo e investir contra ela? Ou deveríamos traçar estratégias melhores de evangelismo?
No carnaval de hoje, são poucas as diferenças das festas que o originaram, continuamos vendo, imoralidade, promiscuidade sexual e bebedeira.
Como cristãos não podemos concordar e muito menos participar de tal comemoração, que vai contra os princípios claros da Palavra de Deus Romanos 8.5-8; I Co. 6.20).


Evangelismo ou retiro espiritual?

A maioria das igrejas evangélicas hoje tem sua própria opinião quanto ao tipo de atividade que deve ser realizada no período do carnaval.

Opinião, esta que, baseia-se em parte na teologia que cada uma delas prega. Este fato é que normalmente justifica sua posição. A saber: enquanto umas participam de retiros espirituais, outras, no entanto, preferem ficar na cidade durante o carnaval com o objetivo de evangelizar os foliões.

Primeiramente, gostaríamos de destacar que respeitamos as duas posições, pois cremos que os cristãos fazem tudo por amor com a intenção de ganhar almas para Cristo, edificando seu Corpo. Entendemos também o propósito dos retiros espirituais: momentos de maior comunhão com o Senhor. Muitos crentes tem sido edificados pela pregação da Palavra e atuação do Espírito Santo nos acampamentos das igrejas.

Todavia, a oportunidade de aproveitarmos o carnaval para testemunhar é pouco difundida em nosso meio.

Em meio à pressão provocada pelo mundo, a igreja deve buscar estratégicas adequadas para posicionar-se à estas mudanças dentro da Bíblia, e não dentro de movimentos contrários a ela. A Bíblia é a fonte, e não fatores externos.

Cristãos de todos os lugares do Brasil possuem opinião diferente s a este respeito de maneira adequada para evangelização no período do carnaval. Mas devemos notar que Cristo nunca perdeu uma oportunidade para pregar.

Partindo deste princípio não podemos deixar de levar o evangelho não importando o momento.

Assim devemos lançar mão da sabedoria que temos recebido do Senhor e optar pela melhor atividade para nossa igreja nesse período tão sombrio que é o carnaval.


Bibliografia:

Revista Defesa da Fé / Internet / Enciclopédia Barsa

CADÊ O PASTOR?


O pastor Aécio ministrará nas seguintes igrejas esta semana:

1 - Igreja Assembléia de Deus - Cidade Líder / SP - (QUINTA - 03/03 ÀS 19:30)


2 - Igreja Assembléia de Deus - Mogi das Cruzes - (SÁBADO - 05/03 ÀS 19:30)


3 - Igreja Presbiteriana Santo Eterno - Ipiranga / SP - (DOMINGO - 06/03 ÀS 09:00)

Mais informações: igiberoamericana@bol.com.br

terça-feira, 1 de março de 2011

AGENDA DA SEMANA - 28/02 A 06/03

Nesta semana, o destaque vai para o Impacto de Carnaval promovido pelo pessoal do METANÓIA GP (com Missionário ângelo e equipe).
Já são 50 inscritos e ainda há vagas para quem gosta de desafios e de alcançar vidas para Cristo!

Não perca também nossos cultos e Escola Dominical!

Vem pra Ibero!

PROSPERIDADE


É frustrante ouvir pregadores e saber que existem conferencistas, escritores e pastores usando todos os meios e mecanismos possíveis para convencer as pessoas de que a prosperidade só será alcançada se seguirem certos passos, se fizerem certas campanhas ou comprarem indulgências modernas sofisticadas. Nem a própria Bíblia escapa desta tendência nefasta – haja vista que a “Bíblia de Estudo Batalha Espiritual e Vitória Financeira” (uma aberração mercadológica digna de nota) chegou às prateleiras com ares de que o simples fato de possuí-la (que é idolatria) já é quase meio caminho andado para a solução dos problemas que afligem aos que a adquirirem.

É igualmente decepcionante ver a avalanche de pessoas sem nenhum compromisso com Deus abarrotarem os templos em busca de benefícios financeiros e alívio imediato para suas dores de cabeça. Elas entram e saem das igrejas que oferecem a mensagem “pirlimpimpim”, como se num passe de mágica todos os problemas desaparecessem. Ignorantes dos princípios bíblicos que balizam o real sentido da prosperidade ou vida abençoada, caem nos contos dos pregadores que estão muito mais interessado em quanto ficarão mais prósperos (mais ricos) com as ofertas, votos e doações levantadas durantes suas pregações, palestras ou conferências.

Não, não quero ficar às voltas, teologizando sobre o assunto, nem vou listar dezenas de versículos para embasar meu pensamento a respeito do assunto, mas quero alertar a todos que lerem estas linhas para que não caiam na cilada da prosperidade fácil ou o alívio imediato de doenças e lutas.
Apesar de crer em milagres, vejo que a Bíblia não dá nenhuma base para as mensagens e palestras maliciosas dos obreiros aos quais já me referi, visto que todos eles fazem um malabarismo escriturístico gigantesco, citando textos fora dos contextos, por exemplo, com o intuito de convencer as pessoas de que Deus promete a todos, sem exceção, riquezas e benesses mil. Todos eles são mentirosos, são estelionatários da fé. Basta só um pouquinho de inteligência e observação para aniquilar suas teses ridículas; basta olhar à sua volta e ver o tanto de pessoas fiéis ao extremo, cheias de fé e de temor, mas, no entanto, vivem em situações limites (na pobreza, enfermas e atribuladas muitas vezes) – ou vão me dizer que estas pessoas são amaldiçoadas? Estão influenciadas por demônios ou incrédulas?!

Prosperidade, no sentido bíblico, transcende a idéia de posses materiais e isenção de qualquer espécie de sofrimento. Este pensamento, difundido nos chiqueiros da prosperidade está fazendo com que muito crentes que não podem e nunca poderão ter um carro importado entrem em depressão!

Prosperidade bíblica é mais que exibir roupas caras e morar em mansões; é mais que poder viajar de primeira classe ou ser famoso – se assim fosse, não haveria tantos ricos e famosos miseravelmente infelizes.
Prosperidade, no sentido bíblico é um estado interior de satisfação sem a dependência viciante de ver, ter ou sentir; é alegria que não depende de coisas, eventos ou circunstâncias. Este é o pensamento de Jesus, dos apóstolos, dos pais da igreja e de todos os homens e mulheres que nos deixaram seus legados de fé e superação, mesmo quando enfrentaram as mais terríveis privações e perseguições – diferentes dos muitos pregadores e demais ministros que deixarão bens materiais caríssimos, mas nenhuma inspiração para as gerações futuras.  -  pr Aécio